sexta-feira, 9 de maio de 2014

Liberdade de escolha

Na verdade não importa o tempo que leva, cedo ou tarde aprende-se...
Se formos inteligentes aprenderemos rápido, principalmente se observarmos que os erros cometidos pelos outros não devem ser repetidos por nós.
Se falhar a lógica e seguirmos a mesma caminhada errante e errada de outros pensando que será diferente para nós, realmente será bem diferente, pois desta vez a dor será nossa e não deles, serão as nossas lágrimas e não as deles, as cicatrizes ficarão em nossa alma e talvez maiores que as deles.
Somos livres para fazer nossas escolhas, mas escravos das consequências e, talvez sem chance de voltar para o início e repensarmos as atitudes buscando outro caminho.
Não devemos optar por nada que deixe marcas que lembrem dor, sofrimento, medo, desamor...

sábado, 7 de janeiro de 2012

Onde estás?

Mergulhei em águas profundas mesmo sem saber nadar,
sobrevivi.
Tomei para mim problemas que não era meus,
resolvi.
Segui por caminhos desconhecidos e escuros,
percorri.
Tive um lindo sonho que virou pesadelo,
acordei.
Fui ferida e magoada,
as cicatrizes mostram minha alma curada.
E tu, por onde andas?

quinta-feira, 10 de março de 2011

Acabou

Fui embora levando em minha bagagem as coisas boas que juntos vivemos e as fotografias.
As dores que me causaste e as desilusões vieram junto sem serem convidadas.
Deixo os porta-retratos.. Eles representam com exatidão nossa vida juntos, e o que representas agora para mim.

Olhando nossas fotos, observo teu olhar vago, frio e o meu com uma interrogação.
Teu olhar é a revelação do que és.. Frio. Vazio.

Meu olhar a perguntar por quê? Agora sei a resposta. Por solidão, pela necessidade de carinho, afeto, amizade, companheirismo,... amor. Nada disso conseguiste preencher em meu coração, em minha vida, porque pessoas como tu não acrescentam nada na vida de ninguém.

Agora com a brisa  batendo em meu rosto, sinto-me leve. Caminho por entre as pedras sem machucar meus pés. Meu coração está alegre, parece que renasci. Vejo o sol, a lua, as flores, as pessoas com outro olhar. Com os olhos da esperança em dias melhores. Com a paz e a tranquilidade que a muito não sabia mais que pudesse sentir.

Lilian

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Deserto de Sal





O maior Deserto de Sal do mundo, na Bolívia.
Esta é uma expedição realizada por um grupo de amigos e encontrei nas imagens da Web, no Google. No YouTube também é possível encontrar o vídeos realizado por eles. Não coloco o nome deles, porque não colocaram em seu vídeo.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Sobre Amar!


                                               Sei que quando fala-se em amor, lembramos do amor-paixão, aquele sentido de forma avasaladora e por vezes, de forma destrutiva.
                  Não é deste que quero falar aqui neste momento.
                  Falo do:

            *Amor de dedicação, de doação.
            *Amor que não espera nada em troca, que nada cobra.
            *Amor que não prevê o ciúme, a posse.
            *Amor que acalenta, que consola.
            *Amor que traz alegria e não dor.
            *Amor que constrói e nunca destrói.
            *Amor que cura, não o que abre feridas.
            *Amor que soma e nunca diminui.
            *Amor que multiplica, jamais divide.
            *Amor que afaga e não que bate.
            *Amor belo, terno, puro, fraterno.

            O  AMOR INCONDICIONAL,
                   o
            VERDADEIRO  A M O R !